O Boletim - Maio/2007 - ANO XLIX - Nº 594

Baixe aqui a versão em PDF


• REFLEXÕES COM BEZERRA
• EDITORIAL
• MOMENTO DE POESIA
• LIVRO DO MÊS
• VULTO DO MÊS
• LEMBRETE FRATERNO
• NO MUNDO DO ESPERANTO
• MENSAGENS QUE MERECEM MEDITAÇÃO
• MOVIMENTO ESPÍRITUAL
• PALAVRAS DE ALAN KARDEC
• NOTÍCIAS
• ATIVIDADES DO CENTRO

  


Bezerra convida-nos à reflexão

Instalação da Era Nova

Alegrai-vos, vós que chorais.
Tende confiança, mantendo o ânimo, para seguir sem desalento, voltado para o bem inefável e para o amor incondi-cional.
Jesus – meus filhos -- é o nosso caminho, levando-nos à Verdade e Vida.
Estais informados de como proceder diante de penosas injunções.
Não busqueis orientações e diretrizes porque já tendes no Amor, o perdão.
Perdoai sempre e incessantemente, amando os crucificado-res para que todos saibam que sois discípulos do Mestre Vitorioso da Cruz.
Inaugura-se Era Nova. A Revelação Espírita abre o ciclo de realizações grandiosas para o porvir.
Fostes honrados com convite do Mestre Jesus para vos constituirdes no alicerce da Era Nova.
Entregai-vos à sua condução e nunca vos deixeis recuar, estacionar, ceder o passo na estrada do bem.
Esta é a hora de semeardes Luz.
Ide, pois, como aqueles setenta da Galiléia preparar os caminhos, porque o Senhor está chegando à Terra para pro-clamar a Glória do Espírito Imortal.
Ide por todas partes e falai a respeito de Allan Kardec, a quem homenageamos neste dia de encerramento do 2º Con-gresso Espírita Brasileiro.
Convidado pelos espíritos espíritas do Brasil para que presidisse este evento, o nobre codificador aquiesceu e com as falanges do Espírito da Verdade, está conosco. Nos acompanhará neste novo ciclo que se abre, até o momento quando o Mundo de Regeneração se encontre instaurado e instalado na Terra.
Que Jesus nos abençoe, filhos d’Alma e que a paz que deflue da consciência tranqüila permaneça em vossos corações.
Com carinho de vossos companheiros que vos precederam no retorno ao Grande Lar, através do servidor humílimo e paternal de sempre, Bezerra
Muita Paz.


Obs.: Psicofonia através de Divaldo Franco no II Congresso Espírita Brasileiro. Brasília, DF - 15 de abril de 2007.

Bezerra de Menezes

Texto completo em PAIVA, Maria Cecília. Mensagens de Luz, Paz e Amor.

voltar ao topo
EDITORIAL

No último domingo de abril, tivemos a oportunidade de fazer uma apresentação em nossa reunião pública das dez horas, mostrando como está estruturado o Serviço de Assistência às famílias cadastradas, a metodologia de trabalho e, sobretudo, a visão cristã e espírita para com os assistidos.

Foi providencial o diálogo com os companheiros para que ficassem atualizados sobre os objetivos e os resultados do trabalho, através da exposição de casos concretos junto aos assistidos, as reações pró-ativas deles, o incentivo à criatividade multiplicadora que eles têm.

Foi gratificante para o pessoal de nossa Casa mostrar o que é feito, sentir o coração batendo ao ritmo da alegria pelo dever sendo cumprido.

Foi lembrada também, a passagem bíblica (Mateus, 19: 27-29) onde Simão Pedro pergunta ao Mestre, qual seria a paga para os que O seguissem e o Nazareno responde que os seus seguidores receberão cem vezes o que tiverem abandonado e herdarão a vida eterna... Na época, Pedro era um pescador sem o conhecimento dos ensinamentos do Cristo e ainda estava ligado às questões materiais.

Como Jesus continua chamando a todos os que tiverem ouvidos para ouvir, a pergunta mais adequada, de nossa parte, deve ser: Em que posso ajudar?
Esta é a pergunta que esperamos de todos.

* * * * * * *

Dois fatos importantes nos chamam a atenção em maio.
Há 576 anos atrás, Joana D’Arc era levada à fogueira, resgatando, com sua dor, seu sacrifício e seu exemplo, velhos acertos com a Lei de Causa e Efeito, reintegrando-se no círculo de colaboradores diretos de Jesus.

Há 124 anos atrás, o Dr. Adolfo Bezerra de Menezes, dando seqüência à missão que havia solicitado na espiritualidade, escreve ao seu irmão uma antológica carta onde comunica sua adesão ao Espiritismo, as suas razões e suas convicções.

NESTA EDIÇÃO

  • Vulto do Espiritismo – Livro do Mês – p. 2
  • Lembrete Fraterno – p.3
  • No Mundo do Esperanto – Notícias do movimento espírita – p. 4
  • Programação dos Estudos Doutrinários. Relembrando Allan Kardec - p.5
  • Atividades do Centro – Informações - p.

voltar ao topo



MOMENTO DE POESIA

CASCATAS DE LUZ


Em cascatas de luz os céus beijam Brasília
E almas dos altos cimos comungam felizes
Glorificam o ensino e as nobres diretrizes
Que orientam a todo ser em sua ingente trilha.

Sob o céu do planalto excelsa estrela brilha
Cantam vozes do além entre os áureos matizes
Que no amor de Jesus tem robustas raízes
Sob as bênçãos desatadas como maravilhas.

E esta festa forjada pelos encarnados
Inspirada, porém, pelos seres alados
Que se estribam no amor formoso em apogeus,

Louvam esta grande obra que em todos os lados
Vão libertando os homens das sombras cativos
Para a vida abundante no seio de Deus.


Sebastião Lasneau

TEIXEIRA, José Raul. Psicografia no II Congresso Espírita Brasi-leiro, na tarde de 14/04/2007. Brasília, DF.

voltar ao topo



LIVRO DO MÊS

À Luz do Espiritismo

XAVIER, Francisco C. Religião dos Espíritos. Estudos e dissertações em torno da substância religiosa de O Livro dos Espíritos. Pelo Espírito Emmanuel. 17. ed. - Rio de Janeiro, RJ: FEB, 2005

Amigo Leitor.

Emmanuel enfatiza que “o primeiro livro da Codificação Kardequiana é manancial tão rico de valores morais para o caminho humano que bem pode ser considerado não apenas como revelação da Esfera Superior, mas igualmente como primeiro marco da Religião dos Espíritos, em bases de sabedoria e amor, a refletir o Evangelho, sob a inspiração de nosso Senhor Jesus - Cristo.”

     Instruções Psicofônicas


voltar ao topo



VULTO DO ESPIRITISMO

Meimei (síntesebiográfica)


Seu nome de batismo foi IRMA CASTRO. Nasceu a 22 de outubro de 1922, em Mateus Leme-MG.

Aos 2 anos de idade sua família transferiu-se para Itaúna-MG. Constava de pai, mãe e 4 irmãos: Ruth, Car-men, Alaíde e Danilo. Os pais eram ADOLFO CASTRO e MARIANA CASTRO. Com 5 anos ficou órfã de pai.

MEIMEI foi desde criança diferente de todos pela sua beleza física e inteligência invulgar. Era alegre, comunica-tiva, espirituosa, espontânea.

Cursou com facilidade o curso primário, matriculando-se, depois, na Escola Normal de Itaúna; porém, a moléstia que sempre a perseguia desde pequena – nefrite – manifestou-se mais uma vez quando cursava o 2º ano Normal. Sendo a primeira aluna da classe, teve que abandonar os estudos. Mas, muito inteligente e ávida de conhecimentos, foi apurando sua cultura através da boa leitura, fonte de burilamento do seu espírito.

Profundamente caridosa, aproximava-se dos humildes com a esmola que podia oferecer ou uma palavra de carinho e estímulo. Pura, no seu modo simples de ser e proceder não era dada a conquistas próprias da sua idade, apesar de ser extremamente bela. Pertencia à digna sociedade de Itaúna.

Algum tempo depois, transferiu-se para Belo Horizonte, em companhia de uma das irmãs, Alaíde, a fim de arranjar colocação. Estava num período bom de saúde, pois a moléstia de que era portadora, ia e vinha, dando-lhe até, às vezes, a esperança de que havia se curado. Foi nessa época que conheceu ARNALDO ROCHA, com quem se casou aos 22 anos de idade. O casamento feliz durou apenas 2 anos, quando adoeceu novamente. Esteve acamada três meses, vítima da pertinaz doença – nefrite crônica. Apesar de todos os esforços e desvelos do esposo, cercada de médicos, veio a falecer no dia 1º de Outubro de 1946, em Belo Horizonte.

Logo depois, seu espírito já esclarecido começou a manifestar-se através de mensagens psicografadas por FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER, e prossegue nessa linda missão de esclarecimento e consolo, em páginas organi-zadas em várias obras mediúnicas, que têm se espalhado por todo o Brasil e até além das nossas fronteiras.
Seu nome "MEIMEI" (expressão chinesa que significa "amor puro"), agora tão venerado como um "Espírito de Luz", foi lhe dado em vida, carinhosamente, pelo esposo ARNALDO ROCHA.


Fonte: www.ajornada.hpg.ig.com.br

voltar ao topo



LEMBRETE FRATERNO

REFLEXÕES SOBRE A PAZ

“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou;
eu não vo-la dou como o mundo a dá.
“Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.”
Jesus (João, 14: 27)

Jesus, em seu colóquio com os discípulos, marcava com ênfase uma das mais importantes características do seu ministério: a promessa de um mundo melhor para seus seguidores.

Para Ele, uma promessa tem sentido tão amplo, que dificilmente poderemos entender enquanto nos limitarmos aos significados terrenos.

O Cristo foi muito claro ao separar a Sua paz, daquela que fica presa aos padrões humanos. A paz celestial, cósmica, tem a força divina e, sem duvida, um dia todos nós seremos merecedores, não só de entendê-la, como de gozá-la, em toda plenitude.

Essas reflexões fazem sentido, no momento em que vemos a “Pátria do Evangelho”, imersa em problemas complexos, diante da corrupção, da violência urbana e rural.

Estamos testemunhando um processo social, onde a pregação da violência é justificada em função da necessi-dade de se repartir os bens entre todos, ou de que a violência
dos movimentos sociais seja o recurso adotado, após o fracasso das tentativas de diálogo.

No cenário mundial, vamos encontrar a terra palestina, que nos é tão cara, pois foi a que viu a trajetória do Nazareno em Sua peregrinação terrena, imersa no lodo do ódio, nas malhas da vingança e enredada nos jogos de interesses que não levam a nada... Judeus e palestinos, primos pela etnia e irmãos pela graça de Deus, num entrechoque de ódios e retaliações, resistindo às mais eloqüentes argumentações pela paz.

A cada dia, parece que estamos mais distantes da paz, da harmonia e da convivência construtiva. Será que assim quer o Pai? Será que a maior conseqüência seja que nos conformemos com o domínio das trevas?

Como poderemos ter a pretensão de interpretar o que vem a ser a vontade divina? O texto bíblico compilado por João, nos mostra, com propriedade, que Jesus fez uma clara distinção entre a paz que Ele pratica e a paz que o mundo pratica.

A paz de Jesus é celebrada com o coração e selada pelo perdão sincero e incondicional.

A paz do mundo envolve um emaranhado de artifícios diplomáticos, é totalmente condicional e prende-se a interesses menores, é frágil e inconstante!

Na paz de Jesus está implícita a promessa de que aquele que O seguir vai encontrar seu verdadeiro caminho, é uma condição eterna e irrevogável, não necessita de papéis ou assinaturas, é Lei Divina.

Muito importante no texto de João é que Jesus pede a todos os seus seguidores, que não tenham o coração turbado, ou seja, não se preocupem e nem se atemorizem, pois Ele estará presente em todos os momentos e estaremos com a sua paz.

Este é um ponto de fé, é uma condição de esperança, é uma certeza de que não estamos sós, principalmente, quando nosso coração se turba ante o impacto das notícias do Brasil e do mundo.

O Capítulo 14, para nós espíritas, tem um significado particularmente feliz, porque nele ficou expressa outra promessa do Messias, no versículo 26, onde Ele diz que o Pai nos enviará o Consolador para que muitas coisas nos sejam ensinadas e nos “fará LEMBRAR tudo o que nos tenha sido dito por Ele.”

O que diferente disso tem sido a codificação de Kardec?
Estamos no mundo e somos parte dele, precisamos usar a nossa razão e enriquecê-la com a certeza de que somos permanentemente assistidos por Deus, talvez não como gostaríamos, mas sim, como Ele entende que seja melhor para nós.

Nenhum desânimo pode ser maior que a nossa esperança, para isso estamos orando e vigiando, esperando o encontro com o Divino Amigo, no plano do tempo, pois está clara a promessa de que Ele voltará para nós. Quando? Todos os dias, sempre que renovarmos nossa intenção de segui-Lo.

Assaruhy Franco de Moraes

voltar ao topo



NO MUNDO DO ESPERANTO

“La paco de Jesuo estu en la koroj de
niaj karaj gefratoj

 

FREDERICO CHOPIN NA ESPIRITUALIDADE

Manoel Machado

 

    “ (...) Geralmente os espíritos se apresentam aos médiuns voluntariamente, e gostam de contar-lhes o que sentem, o que fazem, como vivem, as primeiras impressões e desa-pontamentos que os surpreenderam, o que sofrem e o que pretendem, seja no intuito de instruírem os homens, aju-dando-os no progresso a realizar, seja testemunhando a própria imortalidade ou visando a se tornarem lembrados dos seres queridos aqui deixados, amigos e admiradores, ou, ainda, fiéis aos labores de um resgate necessário à sua honra espiritual.

Alguns, como o próprio Chopin, gostam da Terra, visto que é sempre vivamente atraído para os planos terrestres por forças telepáticas poderosas.

Ele próprio afirma, em confabulações com que nos tem honrado em ocasiões encantadoras para a nossa sensibili-dade mediúnica, que aqui, no Brasil, existem, reencarna-das, personalidades que lhe foram muito caras no passa-do, e que, no momento, lhe é muito grato enviar notícias aos homens.

Interessa-se profundamente pela Doutrina dos Espíritos, pois confessa que, em suas existências passadas, não chegou a se dedicar fielmente a nenhum credo religioso, não obstante estivesse convencido da idéia de Deus, da imortalidade da alma e da eternidade e imutabilidade das leis divinas. Sua religião tem sido através dos milênios, as Artes, pois afirma ter vivido em várias épocas sobre a Terra, sempre como artista destacado.

Ele serviu mesmo, como gênio inesquecível, as Belas Artes, a Arquitetura, a Pintura e finalmente a Música, que parece ser o ponto culminante das Artes em nosso plane-ta, o ápice da sensibilidade que um gênio da Arte pode galgar no estado de encarnação.

Interessa-se igualmente enternecido pelo Esperanto, cuja perspectiva abrange numa visão futura deslumbradora, ainda porque se sensibiliza com o fato de haver sido polonês o gênio criador do brilhante idioma, Lázaro Zame-nhof, seu compatriota, pois Frederico Chopin, apesar de ser entidade evoluída, conserva ainda certos preconceitos muito humanos, como, por exemplo, a reminiscência do seu amor pelo berço natal, a Polônia, sempre que paira pelas atmosferas terrenas, o que nos leva a confirmar o esclarecimento contido nas obras doutrinárias, de que um século seria, para um Espírito desencarnado, como algum pouco tempo para nós. (...) ”


* * * * * * * * *

(Do livro Devassando o Invisível, psicografia de Yvonne Pereira – FEB, 2001 – Cap.3 - Informações da médium, colhidas em conta-tos mediúnicos com o genial compositor.)

voltar ao topo


 

MENSAGENS QUE MERECEM MEDITAÇÃO

CONVITE À EDUCAÇÃO

O esforço pela educação não pode ser desconsidera-do.
Todos têm responsabilidades no contexto da vida, nas realizações humanas, nas atividades sociais, membros que somos da Família Universal. (...)

O labor educativo, por isso mesmo, impõe incessantes contribuições, exigindo valiosos investimentos de sacrifício a benefício do conjunto. (...)

Jesus, o Educador por excelência deu-nos o precioso legado vivo da Sua Vida que é sublime lição de como ensinar sempre e incessantemente produzindo saúde, harmonia e esperança em volta dos passos.

E o Espiritismo, que nos concita a incessante exame educativo de atitudes e comportamentos, conscientiza-nos sobre a responsabilidade de que, mediante a educação correta, chegaremos ao fanal da caridade perfeita.

Joanna de Ângelis


(Trechos da mensagem Convite à Educação. Extraído da obra Convites da Vida. Salvador, BA: LEAL, 1991)


voltar ao topo




MOVIMENTO ESPÍRITA

ECOS DO II CONGRESSO ESPÍRITA BRASILEIRO

Aconteceu em Brasília, no período de 12 a 15 de abril de 2007.
Tema central do Congresso: O Livro dos Espíritos na Edificação de um Mundo Melhor.
O 2º. Congresso Espírita Brasileiro teve a maior parte de sua programação desenvolvida no Centro de Conven-ções Ulysses Guimarães. No dia 13 (6ª. feira), às 9 ho-ras, houve a instalação da Sessão Solene de abertura, contando com a presença do Regimento dos Dragões da Independência, seguindo-se a cerimônia de lançamento do Selo Personalizado e Carimbo Obliterativo, pelos Cor-reios. O evento foi aberto pelo presidente da FEB Nestor João Masotti.
Após três dias de intensas atividades, o II Congresso Espírita Brasileiro foi encerrado no Ginásio de Esportes Nilson Nelson, com acesso franqueado ao público. Con-tou com apresentação de números musicais e de um grande coral reunindo representantes das instituições espíritas do Distrito Federal e palestra por Divaldo Perei-ra Franco sobre o tema “Espiritismo – 150 anos de Luz e Paz”.

Participação no 2º Congresso Espírita Brasileiro
O Congresso contou com mais de três mil inscritos brasi-leiros, 62 estrangeiros e também contou com a colabora-ção de uma equipe de quase setecentas pessoas. O Rio de Janeiro enviou 267 participantes (a 2ª maior repre-sentação, depois de Brasília , com 676)

Transmissão ao vivo
O 2º Congresso Espírita Brasileiro, transmitido pela TV-CEI, recebeu mais de 12.500 telespectadores internau-tas, em 39 países, de quatro continentes do mundo. O-correram também transmissões pela Rede Boa Nova e pela Rádio Rio de Janeiro. Acesse www.tvcei.com .


===========================================================

PROJETO CEIFA DE LUZ – ANO II
Tema: FAMÍLIA E EVANGELIZAÇÃO

Realização da Área de Evangelização do 12° Conse-lho Espírita de Unificação – CEU / CEERJ

DATA do primeiro encontro: 06 de maio
HORÁRIO:
14:30 às 19:00.
LOCAL: a Associação Espírita Rita de Cássia, na Rua Gastão Penalva, 31 (Andaraí)


==============================================

RÁDIO RIO DE JANEIRO - visite a página
eletrônica (www.radioriodejaneiro.am.br)
Coopere. Divulgue.

voltar ao topo



Palavras de ALLAN KARDEC


MISSÃO DOS ESPÍRITAS

AK- “Se entre os chamados para o espiritismo, muitos se transviaram, quais os sinais pelos quais reconheceremos os que se acham no bom caminho?”

Resposta: “Reconhecê-lo-eis pelos princípios da verdadeira caridade que eles ensinarão e praticarão. Reconhecê-lo-eis pelo número de aflitos a que levem conso-lo; reconhecê-lo-eis pelo seu amor ao próximo, pela sua abnegação, pelo desinte-resse pessoal; reconhecê-lo-eis, finalmente, pelo triunfo de seus princípios, porque Deus quer o triunfo de Sua lei; os que seguem Sua lei, esses são os escolhidos e Ele lhes dará a vitória; mas Ele destruirá aqueles que falseiam o espírito dessa lei e fazem dela degrau para contentar sua vaidade e sua ambição.”
                                                  Erasto (O Evangelho, XX: 4)

 

voltar ao topo



NOTÍCIAS DO CEBM

CONSELHO DIRETOR


Centro Espírita Bezerra de Menezes
Fundado em 12 de setembro de 1912


Área Administrativa: Lydia Alba da Silva
Área Financeira: Ennio de Oliveira Tavares
Área de Assuntos Doutrinários: Lydia Alba da Silva
Área de Divulgação: Luís Henrique Fernandes de Souza
Área de Educação Espírita da Infância, Juventude e Família: Lucia Maria Alba da Silva
Área de Assistência e Promoção Social Espírita: Marcia Antonio Frota Correia

Visite a LIVRARIA e a
BIBLIOTECA do Centro.
  • Fitas de áudio e vídeo para empréstimo
  • Procure um dos nossos plantonistas.

“Espíritas: amai-vos e instrui-vos.”
(Espírito de Verdade)

PARTICIPE E DIVULGUE!
CAMPANHAS
•Leite, feijão e outros alimentos não perecí-veis (maio e junho)
•Cobertor, flanela (maio e junho)
•Roupa de cama (maio e junho)

NOVOS ASSOCIADOS
Para concretizarmos os novos projetos, precisamos aumentar o quadro de associa-dos cooperadores, corações generosos que se unam a nós, participando das despesas de manutenção e conservação dos prédios.
“AJUDAR É HONRA QUE NOS COMPETE.”
Contamos com você.

PROJETO DE ADEQUAÇÃO DO AUDITÓRIO - TROCA DAS CADEIRAS
Contamos com a sua colaboração para o prosseguimento do projeto. Informações na Secretaria.

O BOLETIM - desde agosto de 1957
Elaboração e editoração: equipe da
Área de Divulgação do CEBM
Expedição: Adélia Menezes Maia Gallo
Na Internet: www.bezerramenezes.org.br
Correio eletrônico:
diretora@bezerramenezes.org.br
Periodicidade: mensal - tiragem: 150 exemplares

REUNIÕES PÚBLICAS DE ESTUDOS DOUTRINÁRIOS, seguidas de passes e água magnetizada.
PROGRAMAÇÃO

  TERÇA-FEIRA - 15:00

Dia 01 - A caridade material e a caridade moral
EV – cap. 13: 9 a 16 - Expositor: Welles Costa

Dia 08 - Natureza das penas e gozos futuros
LE- questões 965 a 982 - Expositora: Inês Gripp

Dia 15 - A piedade. Benefícios pagos com a ingratidão
EV – cap. 13: 17 a 20 – Expositora: Maria Ramos Williams

Dia 22 - Penas temporais
LE – questões 983 a 989 – Expositor: Paulo Affonso de Farias

Dia 29 - Três Inimigos
Obra: Desperte e seja Feliz (Joanna de Ângelis) – p.48
Expositora: Zita Flora de Almeida

  QUINTA – FEIRA - 19:00

Dia 03 - Parábola do mau rico
EV – cap. 16: 5 - Expositora: Katia Cristina Nunes Silvestre

Dia 10 - Parábola dos Talentos
EV – cap. 16: 6 e 8 - Expositora: Maria Eduarda Costa

Dia 17 - População do globo. Sucessão e aperfeiçoamento das raças
LE – questões 686 a 692 - Expositora: Aimar Greco

Dia 24 - A verdadeira propriedade
EV – cap. 16: 9 a 13 - Expositora: Marcia Antonio Frota Correia
Dia 31 - Obstáculos à reprodução
LE – questões 693 e 694 – Expositora: Telma Brilhante de Albuquerque

  DOMINGO - 10:00

150 ANOS DE ESPIRITISMO
Obra: RELIGIÃO DOS ESPÍRITOS - Pelo Espírito Emmanuel

Dia 06 - Jesus e Humildade - p. 47
Expositor: Assaruhy Franco de Morais

Dia 13 - Na grande transição - p. 175

Expositor: Carlos Alberto Mendonça
Dia 20 - Na hora da crise - p. 195
Expositor: Eduardo Henrique de Barros Silva

Dia 27 - Orientação Espírita - p.75
Expositor: Welles Costa

--------------------------------------------

Visite a LIVRARIA e a BIBLIOTECA do Centro. Fitas de áudio e vídeo para empréstimo. Procure um dos nossos plantonistas. “Espíritas: amai-vos e instrui-vos.” (Espírito de Verdade)

• Visite o nosso site: www.bezerramenezes.org.br. Assim, poderá ter o Centro em seu lar durante 24 horas. Apresente sugestões para que possamos melhor direcioná-lo a você. Cadastre-se para receber O BOLETIM on-line.

• O DEPARTAMENTO DE DIVULGAÇÃO dispõe, para empréstimo, de fitas de áudio e vídeo, com temas doutrinários. Possui uma biblioteca com mais de 1100 títulos à sua disposição. Procure um dos nossos plantonistas.
“Com o bom livro, caminhamos na direção do futuro e recebemos da Divina Imortalidade
a nossa gloriosa destinação de filhos da Luz.” (Emmanuel)

• As reuniões de Educação Espírita da Infância, Juventude e Família já se iniciaram, aos sábados, de 14:30 às 17:00. As inscrições estão abertas.

• Os GRUPOS DE ESTUDO, em 2007, estão em funcionamento. Prepare-se para freqüentá-los. Ainda há vagas!!! Inscreva-se.

• Consulte a programação dos estudos doutrinários. Sua presença às reuniões é aguardada com alegria.

• Prezado irmão associado: Coopere com nossa Casa mantendo em dia suas mensalidades. Delas dependem nossas tarefas assistenciais e de manutenção dos prédios.

PARTICIPE E DIVULGUE! CAMPANHAS:
   ° NOVOS ASSOCIADOS - Para concretizarmos os novos projetos, precisamos aumentar o quadro de associados cooperadores, corações generosos que se unam a nós, participando das despesas de manutenção e conser-vação dos prédios. “Ajudar é honra que nos compete.” Contamos com você.
   °Leite, feijão e outros alimentos não perecíveis.
   °Peças para enxoval dos bebês.
  ° Projeto de Adequação do Auditório - Campanha para Troca do Piso Juntos, atingimos a meta! Contamos com a sua colaboração para o prosseguimento do projeto. Informações na Secretaria.

• Visite a Área de Assistência e Promoção Social Espírita - AAPSE -  para conhecer as atividades que realiza. Informações :  às 3ª feiras - 16:00  e  5ª feira - 18:30.

voltar ao topo


ATIVIDADES DO CENTRO

18:50/20:15 – Reunião de Estudo e Educação da Mediunidade ( privativa)
18:30/20:00 – Reunião de Atendimento Espiritual (privativa)
...............................................................................................

13:45/15:00 – Reunião de Atendimento Espiritual (privativa)
14:30/15:00 – Diálogo Fraterno
15:00/16:30 – Reunião de Estudos Doutrinários (pública)
16:30/17:00 – Diálogo Fraterno
16:30/18:00 – Grupo de Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE)
...............................................................................................

08:00/08:30 – Encontro de Oração
08:30/09:00 – Diálogo Fraterno
19:00/20:30 – Grupos de Estudo

  • Introdução à Doutrina Espírita
  • Básico da Mediunidade
  • Estudos do Evangelho

...............................................................................................

16:30/18:00 – Curso de Esperanto
17:30/18:15 – Evangelho no Lar
18:30/19:00 – Diálogo Fraterno
18:45/20:00 – Reunião de Atendimento Direto (privativa)
19:00/20:30 – Reunião de Estudos Doutrinários (pública)
...............................................................................................

08:00/08:30 – Encontro de Oração
08:30/09:00 – Diálogo Fraterno
18:45/20:00 – Reunião de Atendimento à Distância (privativa)
.................................................................................................

08:00/12:00 – Atividades do SAPSE (4º sábado)
15:00/17:00– Educação Espírita da Infância e da Juventude
15:00/17:00 – Educação Espírita da Família
15:00/17:00 – Grupo de Estudos Espíritas
17:30/19:30 – Grupo de Estudos Espíritas
.................................................................................................

10:00/11:30 – Reunião de Estudos Doutrinários (pú-blica)
13:45/16:30 – Caravana - Visita ao Instituto Miguel Pedro (mensal - no 3º domingo)
13:00/18:00 – Caravana - Visita ao Centro Espírita Filhos de Deus ( mensal - no 4º domingo)

Os GRUPOS DE ESTUDO em 2007 estão em andamento.
Prepare-se para freqüentá-los.
Ainda há vagas!!! Inscreva-se.
Visite a Área de Assistência e Promoção
Social Espírita para conhecer as
atividades.
Informações: às 3ª feiras - 16:00 e
5ª feiras - 18:30

voltar ao topo



 

Centro Espírita Bezerra de Menezes © 1912 - 2007. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Rafael Santos