O Boletim - fevereiro/2008 - ANO 50 - Nº 603

Baixe aqui a versão em PDF


• REFLEXÕES COM BEZERRA
• EDITORIAL
• MOMENTO DE POESIA
• LIVRO DO MÊS
• VULTO DO MÊS
• LEMBRETE FRATERNO
• NO MUNDO DO ESPERANTO
• MOVIMENTO ESPÍRITA
• PALAVRAS DE ALAN KARDEC
• NOTÍCIAS
• ATIVIDADES DO CENTRO

  

Bezerra convida-nos à reflexão

COMPREENDEI E PERDOAI


Filhos, a compreensão é a virtude que vos predispõe naturalmente ao perdão. Compreendei para perdoar.
Não conserveis ressentimentos no coração, sabendo que aquele que vos decepciona é um companheiro vencido pelos seus próprios conflitos. Não exijais dos outros infalibilidade.  Os amigos que seguem ao vosso lado, qual vos acontece, são espíritos assinalados por muitas limitações, aparentando exteriormente o que ainda não são.

Compadecei-vos das mazelas alheias, não sobrecarregando os ombros daqueles que avançam, mal se agüentando ao peso da cruz.   Não condicioneis a vossa conduta no bem à conduta de quem quer que seja; que a vossa fé não dependa da demonstração de fé dos que vos inspiram na jornada... Somente em Jesus Cristo devereis vos encorajar na luta.

Os irmãos de crença espírita, principalmente os que se encontram servindo na mediunidade e os que ocupam posições de liderança, são, afinal, espíritos comprometidos com o passado: nenhum deles se encontra imune ao assédio das trevas.

Não raro, o personalismo e a vaidade apenas ocultam nas almas uma estamenha de chagas...Os que intentam brilhar para o mundo estão longe de possuir luz própria.

A rigor, muitos de nós outros não estamos ainda sequer preparados para uma maior proximidade com o Cristo - a possibilidade de semelhante convivência mais estreita nos levaria ao delírio.

Quem, há séculos, se habituou nas sombras, só gradativamente se acostuma à claridade. O homem sem maior entendimento do Evangelho transfere a sua ambição concernente às coisas materiais para as coisas divinas. Os apóstolos não chegaram a disputar entre si a primazia de estarem, no Reino Celeste, ao lado do Senhor?
Assim, tomai vós mesmos a iniciativa da exemplificação e da coragem de vivenciar, de forma irrepreensível, a crença que abraçastes.

Fonte: Coragem da Fé - Bezerra de Menezes

 

voltar ao topo


EDITORIAL

O mês de fevereiro nos traz o período de festejos. Nesses dias nossa Casa faz uma pe-quena pausa em suas atividades, devido à pro-ximidade do local de desfiles e à interdição das ruas de acesso à nossa área.

Todavia, não se pode esquecer do “cordão umbilical” que nos liga ao Centro Espírita Bezerra de Menezes e a nossa concentração e preces não podem parar. Jesus nos alerta para que oremos e vigiemos. Essas duas condições são extremamente necessárias no serviço de auxílio do amor e, sob esse prisma, nossa Casa tem procurado beneficiar os nossos irmãos, que se deixam levar pela insensatez e pela ilusão da alegria, muitas vezes, irresponsável.

Cada um de nós, em nossos momentos de recolhimento, deve se lembrar das lições que diariamente a Doutrina Espírita nos ensina. Es-sas lições nos indicam que a nossa melhor arma é a prece e a emissão constante de pensamen-tos edificantes.

Logo após os festejos, nosso trabalho vai continuar e, como sempre, estaremos procuran-do atender a todos, em nome do amor universal que Jesus nos ensinou a praticar.

O ano ainda esta começando, nossas ex-pectativas estão amadurecendo. Falta apenas que as ponhamos em prática o mais rápido pos-sível e exerçamos o nosso dever cristão de irmos ao encontro do trabalho, que está à nossa espe-ra.

Somos Espíritas e isso não nos faz melho-res, apenas nos conscientiza da responsabilida-de que temos para com os nossos irmãos, ainda imersos nas sombras da dúvida e da indecisão.
O que nos melhora, e muito, é a prática de-sassombrada do melhor.


voltar ao topo


MOMENTO DE POESIA

AVATAR

Sou eu de volta, o cantador de estrelas
que renovado, vem dizer, agora,
poder amá-las e também havê-las
nas lágrimas brilhantes de quem chora.

Bagas de luz a noite verte. Ao vê-las,
pressinto a gravidez de nova aurora.
Como as gemas da dor, basta entendê-las
para nova manhã sentir que aflora.

O sofrimento é como treva densa,
que novos lumes lépida condensa
nas esteiras fatais da evolução.

Nem há gemido que se não transmude
nas vibrações divinas da saúde,
em doces notas de imortal canção.

Olavo Bilac

Fonte: SANT’ANNA, Hernani T. Amar e servir. Mensagens mediúnicas. FEB. cap.44



voltar ao topo


LIVRO DO MÊS

AMAR E SERVIR

SANT’ANNA, Hernani T. AMAR E SERVIR. Mensagens mediúnicas - 3.ed.- Rio de Janeiro, FEB, 2005.

É um livro de 97 mensagens mediúnicas, quase to-das recebidas em reuniões do Grupo Ismael (FEB). São mensagens de vários Espíritos, das quais pouco mais da quarta parte assinada pelo Espírito Letícia, quase a quarta parte assinada pelo Espírito Áureo e um bom número pelo Espírito André.

São textos recebidos durante vários anos na intimidade dos trabalhos mais recentes do grupo que tão profícuo tem sido no recebimento de mensagens psicografadas, em período de mais de um século de reuniões ininterruptas.

São mensagens com esclarecimentos e orientações aos leitores feitas pelos Espíritos com fina tessitura e rara sensibilidade.

Leia – Medite - Divulgue


    

Instruções Psicofônicas


voltar ao topo


VULTO DO ESPIRITISMO

Félicité Robert de Lamennais


síntese biográfica

Lamennais foi um famoso filósofo e teólogo francês da primeira metade do século XIX. Por suas idéias ele pode ser considerado com um precursor da Democracia Cristã e de um pensamento católico liberal, com preocupações sociais.

Como Espírito, ele colaborou na Codificação Espíri-ta e se comunicou nas reuniões da "Sociedade Espírita de Paris."


Ele nasceu em Saint-Malo em 1782 e desencarnou em Paris em 1854. Sua família pertencia à pequena nobreza e ele se ordenou padre em 1816. Sua primeira obra foi a tradução para o francês do famo-so livro de Thomas Kempf (1380-1471) "Imitação de Cristo". Em 1828, Lamennais funda a Congregação de São Pedro destinada a formação de clérigos cultos, preparados para responder aos ataques dos filósofos e compreender melhor os tempos em que estavam inseridos.

De 1837 até 1848, Lammennais continua publican-do textos ("Les Affaires de Rome", "Le Livre du peuple", o jornal "Le Peuple") onde defende a liber-dade de consciência e a necessidade de uma dou-trina social para a Igreja. Chegou até mesmo a desenvolver na obra "Esquisse d'une philosophie" (Esboço de uma Filosofia) a concepção de um Cristianismo sem Igreja, centrado na prática da caridade.
Em 1841 foi condenado a um ano de prisão depois de criticar o governo frânces. Foi eleito deputado constituinte em 1848 e se retirou para sua proprie-dade na Bretanha após o golpe de Estado de de-zembro de 1851. Quando desencarnou em 1854 foi enterrado, a seu pedido, no meio dos pobres.

Publicações de Lammennais nas obras de Kardec: O Livro dos Espíritos: Resposta à questão 1009.
O Livro dos Médiuns:Trecho sobre o Perispírito (Cap. IV - Dos Sistemas).
O Evangelho Segundo o Espiritismo:(final do Cap. Cap. XI - Amar o Próximo como a si mesmo)
O Céu e o Inferno: Mensagem sobre espíritos endu-recidos (Segunda Parte - Cap. VII)
Revista Espírita: inúmeras mensagens nos anos de 1860 a 1863; 1865 e 1868.


voltar ao topo


LEMBRETE FRATERNO

Reflexões sobre as Emoções de um Conto


Nunca se soube seu verdadeiro nome, para todos era apenas Nhazinha, e só.
Ninguém sabia ao certo de onde viera, se tinha famí-lia; parecia ser uma pessoa do interior e, é claro, havia muitas histórias a seu respeito, lendas sobre uma fortuna perdida, um amor impossível que a havia enlouquecido, um lar desfeito e tantas outras.

Ela sabia falar bem e é provável que muitas lendas, fossem por ela mesma alimentadas, fruto de seus devaneios quando percorria as ruas, falando sozinha e sorrindo para o nada. Era tão vivo e real seu diálogo com o invisível, que tanto podiam ser fantasias, como reminiscências provocadas por verdugos que só ela enxergava.

Era mansa, aceitava as chacotas com um sorriso contemplativo, entendendo que aquela era a sua sina.
Tinha uma idade indefinível... Como se pode saber quantos anos tem o sofrimento?
Ganhava um prato de comida aqui, uma roupa ali, nunca quis morar em asilos, precisava da liberdade para viver.

Muitos procuravam conversar com ela e se espanta-vam ao ver a organização das idéias em alguém que julgavam louca....

Nhazinha tinha a mania de guardar o que chamava de “santinhos”, que ganhava quando perambulava pelas ruas, não pedia dinheiro, apenas sorria, e assim, ficava esperando uma retribuição por aquele gesto de paz. Dizia que os “santinhos” eram a sua proteção contra os maldosos e sabia recitar o conteúdo de cada um deles.

Seu único sonho era poder comprar uma carruagem toda prateada, puxada por cavalos brancos, que a levasse para o céu, quando Deus a chamasse.

A moeda que ela contava para pagar sua viagem, era os santinhos obsessivamente guardados em um vo-lumoso saco de estopa, que ela arrastava para onde fosse.

Foi andando, no seu vagar insano pelas ruas, que encontrou uma menina chorando, sozinha e pobre-mente vestida.

Ela sorriu para a menina e disse para que ela não chorasse, ela era um anjinho e Jesus poderia ficar triste... Ainda chorando, a garota explicou que sua mãe estava muito doente em um hospital e não havia como comprar um alimento para ela...

Nhazinha sorriu e seguiu seu caminho, mas logo adiante, passando por um depósito de papel reciclado, pensou:
— Ora, eu sei todos os meus “santinhos de cor”, não precisarei lê-los mais; Quando o Anjo do Senhor vier me buscar, eu já terei juntado outros e recitarei esses que estão aí para ele saber que eu tinha muitos e... Espero ganhar a minha carruagem assim mesmo.

Entrou no depósito e vendeu seu “tesouro”, a peso.

Voltando seu caminho, ainda encontrou a menina no mesmo lugar e entregou-lhe o dinheirinho que havia conseguido, iluminando o rostinho choroso. Agora ela poderia comprar uma sopa e frutas para dividir com a mãe.

Dali, Nhazinha foi dormir, solitária, em seu canto, já agora sem o travesseiro de “santinhos”, que fazia do seu saco de estopa, para descansar a cabeça.

No meio da noite, acordou com um forte clarão, seri-am fogos de alguma festa? Não, o que viu foi um jovem muito bonito, sorrindo, lhe estendendo a mão e dizendo: — Venha, tenho uma coisa para você !
E mostrou a ela uma carruagem toda iluminada por uma luz prateada, puxada por cavalos brancos... A emoção de Nhazinha foi muito grande, mas de imedi-ato, lamentou-se por não ter os “santinhos” para pagar...
O jovem mandou que ela olhasse dentro da carrua-gem e ali estava uma caixa cheia de “santinhos”, eram os dela... Mas como? O moço, então, explicou que ela já havia pago sua viagem, adiantado! Era o gesto final, a atitude que faltava.

Naquela noite, quem estivesse olhando o céu estrela-do, não poderia deixar de ver um rastro prateado, iluminado, cruzando o infinito. Era a viagem de Nha-zinha, que, com seu sonho realizado e sua dívida finalmente resgatada, partia em busca de uma vida melhor.

Assaruhy Franco de Moraes



CONVITE À EVANGELIZAÇÃO

“Tomemos a criança, essa esperança de todos nós, e marchemos em doce colóquio pela estrada quilomé-trica do Evangelho, recitando, através de atitudes sadias, o florilégio da BOA NOVA, ao ritmo das seve-ras e racionais modulações com que a Doutrina Espí-rita ressuscita Jesus Cristo na atualidade.”
Francisco Spinelli (Crestomatia da Imortalidade.p.103)

Crianças - Jovens – Responsáveis
Juntem-se a nós nessa caminhada que se inicia no dia 16 de fevereiro de 2008.
Horário (sábados) - 14:30 às 17:00

......................................................................

CONVITE AO ESTUDO

Os GRUPOS DE ESTUDO do CEBM inicia-rão as suas atividades em março de 2008.
Prepare-se para a inscrição em fevereiro.

Aguardamos você para mais uma oportunidade de conhecer e aprofundar os estudos da
Doutrina Espírita.


voltar ao topo


NO MUNDO DO ESPERANTO

“La paco de Jesuo estu en la koroj de
niaj karaj gefratoj."


ESPERANTO EM PAUTA

Ao ensejo da reabertura de nossa querida bibliote-ca na Casa de Ismael, permaneçamos lado a lado com os companheiros de ideal...

...Resguardada pelos vigilantes do plano maior, a singela comemoração tomou foros de esplêndida festa...
...Tivemos a bênção de abraçar velhos companhei-ros e desejar-lhes que a vitória prossiga, para que a Doutrina de nosso Mestre seja divulgada em espírito e verdade, libertando as mentes dos véus da ignorância. Entretanto, rogamos ao Senhor proporcione aos ho-mens bibliotecas como a que nestes momentos visi-tamos, dando-lhes também a gloriosa coroa dos livros esperantistas, lembrando que o Esperanto é a mensa-gem de paz e esperança para o mundo oprimido, o alento para as mentes confinadas nos preconceitos arcaicos, a luz da libertação. Na Terra ou nos planos espirituais o Esperanto é sempre a manifestação do entendimento fraterno, elo sagrado unindo corações na Boa Nova do Mestre Divino.

Que os esperantistas possam dobrar seus esforços no sentido da propagação crescente do Esperanto, na certeza de que a compreensão humana se fará mais intensa através de uma língua comum. No santuário da Casa de Ismael o ensino do Esperanto foi sempre a mensagem segura e portadora de manifestações superiores...Não desejando impor, mas rogar, deseja-ríamos que os Estados do querido território tivessem todos, em pauta, a música sonora do Esperanto como fator de engrandecimento do povo...Que o Esperanto seja este sol a surgir nas terras do Cruzeiro tanto nos estudos como na divulgação do livro.

Não precisamos ressaltar a necessidade, também no plano espiritual, de um meio de comunicação único e comum em entendimentos elevados e dignos de Espíritos que caminham para as grandes realizações da espiritualidade... Irmãos queridos, nossas sauda-des e nossa gratidão e, no momento, nossa prece ao Senhor para que multiplique as bibliotecas espíritas, os livros esperantistas e suscite obreiros que se dedi-quem à divulgação da língua que denominamos, com carinho, de Mensagem Divina, para a terra crescer e progredir na paz do Excelso Amor.

Ismael Gomes Braga

(Reformador, dezembro de 1973, FEB. Psicografia de Maria Cecília Paiva)


voltar ao topo


MOVIMENTO ESPÍRITA

MAIS UM ANO DE COMEMORAÇÕES

REVISTA ESPÍRITA – 150 ANOS
janeiro 1858

SOCIEDADE PARIENSE DE ESTUDOS ESPÍRITAS 150 ANOS
1 de abril de 1858

A GÊNESE – 140 ANOS
6 de janeiro de 1868

======================================

COMEERJ - ENEFE

A Confraternização das Mocidades Espíritas (COMEERJ) e o Encontro Estadual da Família Espírita (ENEFE) congregaram grande público no período de 2 a 6 de fevereiro, desta vez em torno do tema “A arte de viver é ousar com o Cristo”. A COMEERJ chegou à sua 29ª edição e o ENEFE, agora no seu 13º ano de realização, contou com a participação de pais e demais interessados na educação infanto-juvenil.
Os eventos foram realizados pela Área de Educa-ção Espírita do Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro (CEERJ), que, através do seu Ser-viço de Evangelização da Família, coordenou os eventos.

======================================

RÁDIO RIO DE JANEIRO - 1400 AM

Visite a página eletrônica: www.radioriodejaneiro.am.br

A Rádio Rio de Janeiro, a emissora da Fraternidade, prepara-se para levar a mensagem espírita aos dife-rentes pontos de nosso planeta.
No entanto, para isto, precisa de parcerias e a princi-pal é você.
Coopere. Divulgue.

Estrada do Dendê, 659 (Tauá) - Ilha do Governador
Rio de Janeiro - RJ / CEP.: 21.920-000
Telefone: (21)3386-1400 e (21)3396-5252

“É propósito da Rádio RJ divulgar os postulados cris-tãos - espíritas e propugnar pela educação, cultura e formação moral e ética do ser humano, através dos meios de comunicação disponíveis."

voltar ao topo


Palavras de ALLAN KARDEC

CONFIANÇA E BENEVOLÊNCIA



“O Espiritismo, que apenas acaba de nascer, ainda é diversamente apre-ciado e muito pouco apreciado e muito pouco compreendido em sua essên-cia, por grande número de adeptos, de modo a oferecer um laço forte que prenda entre si os membros do que se possa chamar uma Associação ou Sociedade. Impossível é que semelhante laço exista, a não ser entre os que lhe percebem o objetivo moral, o compreendem e o aplicam a si mes-mos. Entre os que nele vêem fatos mais ou menos curiosos, nenhum laço sério pode existir.

Colocando ao fatos acima dos princípios, uma simples divergência, quanto à maneira de os considerar, basta para dividi-los.

Uma sociedade, onde aqueles sentimentos de confiança mútua se achas-sem partilhados por todos, onde os seus componentes se reunissem com o propósito de se instruírem pelos ensinos dos Espíritos e não na expectativa de presenciarem coisas mais ou menos interessantes, ou para fazer cada um que a sua opinião prevaleça, seria não só viável, mas também indisso-lúvel.
Já vimos de quanta importância é a uniformidade de sentimentos pa-ra a obtenção de bons resultados.”

( Trechos de O Livro dos Médiuns. FEB, cap.XXIX: 334 e 335 )

LER  KARDEC | ESTUDAR  KARDEC | ENTENDER  KARDEC
PARA VIVER JESUS

voltar ao topo


NOTÍCIAS DO CEBM

CONSELHO DIRETOR

Fundado em 12 de setembro de 1912 Diretores


Área Administrativa: Lydia Alba da Silva

Área Financeira: Ennio de Oliveira Tavares

Área de Assuntos Doutrinários: Lydia Alba da Silva

Área de Divulgação: Luís Henrique Fernandes de Souza

Área de Educação Espírita da Infância, Juventude e Família: Lucia Maria Alba da Silva

Área de Assistência e Promoção Social Espírita: Marcia Antonio Frota Correia

  • Fitas de áudio e vídeo para empréstimo
  • Procure um dos nossos plantonistas.

Espíritas: amai-vos e instrui-vos.”
(Espírito de Verdade)


•Leite, feijão e outros alimentos não perecí-veis (maio e junho)
•Cobertor, flanela (maio e junho)
•Roupa de cama (maio e junho)
        • NOVOS ASSOCIADOS
Para concretizarmos os novos projetos, precisamos aumentar o quadro de associa-dos cooperadores, corações generosos que se unam a nós, participando das despesas de manutenção e conservação dos prédios.
“AJUDAR É HONRA QUE NOS COMPETE.”
Contamos com você.

• PROJETO DE ADEQUAÇÃO DO AUDITÓRIO - TROCA DAS CADEIRAS
Contamos com a sua colaboração para o prosseguimento do projeto.
Informações na Secretaria.

REUNIÕES PÚBLICAS DE ESTUDOS DOUTRINÁRIOS, seguidas de passes e água magnetizada.

PROGRAMAÇÃO

 

TERÇAS - FEIRAS
15:00

DIAS

ASSUNTOS

EXPOSITORES

DIRIGENTES

12

Parábola do Semeador

EV – cap. 17: 5 e 6

Zita flora de Almeida

Inês

19

Elementos Grais do Universo

LE – questões 17 a 36

Maria Ramos Williams

Inês

26

O Homem no Mundo

EV – cap. 17: 10 e 11

Telma Brilhante de Albuquerque
Inês


QUINTAS - FEIRAS
19:00

DIAS

ASSUNTOS

EXPOSITORES

DIRIGENTES

07

As virtudes e os vícios. Paixões e egoísmo

LE – questões 893 a 917

Inês Gripp

Lydia

14

Não separeis o que Deus juntou.

EV – cap. 22: 1 a 5

Aimar

Elizabeth

21

Estranha Moral (O que é preciso para ser discípulo de Jesus.)

EV – cap. 23: 1 a 8

Katia Cristina

Luciana

28

Caracteres do homem de bem. Conhecimento de si mesmo

LE – questões 918 e 919

Inês

Marcia


DOMINGOS
10:00

“Disponhamo-nos, antes de tudo, a SERVIR.” (Emmanuel)
OBRA: Amar e Servir. Autor: Hernani T. Sant’Anna (FEB)

DIAS

ASSUNTOS

EXPOSITORES

DIRIGENTES

10

Em Tempo de Juízo

Cap. 28

Assaruhy Franco de Moraes

Lydia

17

Ensejo de Avaliação

Cap. 71

Carlos Alberto Mendonça

Lucia Maria

24

Lembrete

Cap. 27

Regina Lucia Barbosa Rodrigues

Elizabeth


--------------------------------------------

Visite a LIVRARIA e a BIBLIOTECA do Centro. Fitas de áudio e vídeo para empréstimo. Procure um dos nossos plantonistas. “Espíritas: amai-vos e instrui-vos.” (Espírito de Verdade)

• Visite o nosso site: www.bezerramenezes.org.br. Assim, poderá ter o Centro em seu lar durante 24 horas. Apresente sugestões para que possamos melhor direcioná-lo a você. Cadastre-se para receber O BOLETIM on-line.

• O DEPARTAMENTO DE DIVULGAÇÃO dispõe, para empréstimo, de fitas de áudio e vídeo, com temas doutrinários. Possui uma biblioteca com mais de 1100 títulos à sua disposição. Procure um dos nossos plantonistas.
“Com o bom livro, caminhamos na direção do futuro e recebemos da Divina Imortalidade
a nossa gloriosa destinação de filhos da Luz.” (Emmanuel)

• As reuniões de Educação Espírita da Infância, Juventude e Família já se iniciaram, aos sábados, de 14:30 às 17:00. As inscrições estão abertas.

• Os GRUPOS DE ESTUDO, em 2007, estão em funcionamento. Prepare-se para freqüentá-los. Ainda há vagas!!! Inscreva-se.

• Consulte a programação dos estudos doutrinários. Sua presença às reuniões é aguardada com alegria.

• Prezado irmão associado: Coopere com nossa Casa mantendo em dia suas mensalidades. Delas dependem nossas tarefas assistenciais e de manutenção dos prédios.

PARTICIPE E DIVULGUE! CAMPANHAS:
   ° NOVOS ASSOCIADOS - Para concretizarmos os novos projetos, precisamos aumentar o quadro de associados cooperadores, corações generosos que se unam a nós, participando das despesas de manutenção e conser-vação dos prédios. “Ajudar é honra que nos compete.” Contamos com você.
   °Leite, feijão e outros alimentos não perecíveis.
   °Peças para enxoval dos bebês.
  

voltar ao topo


 
ATIVIDADES DO CENTRO

18:50/20:15 – Reunião de Estudo e Educação da Mediunidade ( privativa)
18:30/20:00 – Reunião de Atendimento Espiritual (privativa)

...............................................................................................

13:45/15:00 – Reunião de Atendimento Espiritual (privativa)
14:30/15:00 – Diálogo Fraterno
15:00/16:30 – Reunião de Estudos Doutrinários (pública)
16:30/17:00 – Diálogo Fraterno
16:30/18:00 – Grupo de Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE)

...............................................................................................

08:00/08:30 – Encontro de Oração
08:30/09:00 – Diálogo Fraterno
19:00/20:30 – Grupos de Estudo

  • Introdução à Doutrina Espírita
  • Básico da Mediunidade
  • Estudos do Evangelho

...............................................................................................

QUINTAS-FEIRAS

16:30/18:00 – Curso de Esperanto
17:30/18:15 – Evangelho no Lar
18:30/19:00 – Diálogo Fraterno
18:45/20:00 – Reunião de Atendimento Direto (privativa)
19:00/20:30 – Reunião de Estudos Doutrinários (pública)

...............................................................................................

08:00/08:30 – Encontro de Oração
08:30/09:00 – Diálogo Fraterno
18:45/20:00 – Reunião de Atendimento à Distância (privativa)

.................................................................................................

08:00/12:00 – Atividades do SAPSE (4º sábado)
15:00/17:00– Educação Espírita da Infância e da Juventude
15:00/17:00 – Educação Espírita da Família
15:00/17:00 – Grupo de Estudos Espíritas
17:30/19:30 – Grupo de Estudos Espíritas

.................................................................................................

10:00/11:30 – Reunião de Estudos Doutrinários (pú-blica)
13:45/16:30 – Caravana - Visita ao Instituto Miguel Pedro (mensal - no 3º domingo)
13:00/18:00 – Caravana - Visita ao Centro Espírita Filhos de Deus ( mensal - no 4º domingo)

Visite a Área de Assistência e Promoção
Social Espírita para conhecer as
atividades.
Informações: às 3ª feiras - 16:00 e
5ª feiras - 18:30

voltar ao topo




Centro Espírita Bezerra de Menezes © 1912 - 2007. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Rafael Santos