O Boletim - Janeiro/2008 - ANO 50 - Nº 602

Baixe aqui a versão em PDF


• REFLEXÕES COM BEZERRA
• EDITORIAL
• MOMENTO DE POESIA
• LIVRO DO MÊS
• VULTO DO MÊS
• LEMBRETE FRATERNO
• NO MUNDO DO ESPERANTO
• MENSAGENS QUE MERECEM MEDITAÇÃO
• MOVIMENTO ESPÍRITA
• PALAVRAS DE ALAN KARDEC
• NOTÍCIAS
• ATIVIDADES DO CENTRO

  

Bezerra convida-nos à reflexão

Espíritas, Espiritualizados

Com o advento do Espiritismo uma era de luz passou a interpenetrar a Terra.

O Cristianismo redivivo oferecia a todos e a tudo a solução possível para os mais cruciantes problemas ou para os mais desconhecidos aspectos da vida.

Compreender, afinal, Jesus e a Sua Doutrina era motivo de ternura e admiração na época conturbada do século XIX!

Lastimando, porém, o conforto perdido, a consciência arregi-mentada para o Bem em férreas disciplinas, muitos fugiram atemorizados e até hoje permanecem à margem da vida esperando o momento justo de sofrear enigmas que não condizem com a consciência ataviada com as ilusões da carne.

Ao formar o grupo de seus primeiros discípulos, Jesus ilumi-nou-lhes o cérebro e o coração. Na hora extrema, por certo ainda não estavam preparados para a grande visão do calvá-rio e fugiram conturbados e tristes.
Todavia, ao influxo do Mestre redivivo, voltaram aos seus labores e a custa de suor e sangue fizeram florescer a árvore do cristianismo.

Não eram mais os discípulos tristes e tíbios, mas os cristãos cristianizados, trazendo o Evangelho aos povos.
Hoje, o Espiritismo apresenta-se redobrando esforços para que a sementeira cristã não seja deste ou daquele povo mas do mundo inteiro.

É uma luta de vida, luta gloriosa ao lado dos mais gloriosos dos Mestres!
Impõe aos seus discípulos a férrea disciplina da consciência, a aquisição do moral perfeita e da caridade superior.

É o pulso de aço conduzindo povos e nações para um mundo feliz e harmonioso!
Guia-o o Mestre do Calvário e o Seu código não é outro senão o mesmo que legou aos seus discípulos e que os tornou gloriosos nos circos do martírio.

Em verdade, somente o Mestre poderá trazer ao Mundo as bases sólidas da felicidade!
Por isto, lembramo-nos de afirmar, ainda uma vez, que o discípulo do Espiritismo precisará tornar-se, ao influxo do Evangelho estudado e praticado, tão espiritualizado quanto os primeiros discípulos, para que nada o perturbe no seu glorioso caminho!

Espíritas, espiritualizados, todos poderemos ser desde o momento em que nos convencermos que o nosso padrão de vida é ainda o Mestre silencioso e amigo, iluminado pela sabedoria celestial, que perdoava setenta vezes sete!

Amemo-nos e prossigamos.

Bezerra de Menezes
PAIVA, Maria Cecília. Mensagens de Luz, Paz e Amor.Rio de Janei-ro, 1969. Editora ECO. p.81-2

voltar ao topo


EDITORIAL

O calendário humano aponta para mais um ano de desafios e busca de objetivos concretos na seara do bem, mas o que é “mais um ano”?

Se pudéssemos olhar na esteira do tempo, não percebería-mos a separação entre um ano e outro e sim, a seqüência de fatos, atos, atitudes, lições, tudo dentro da perspectiva que a eternidade estaria mostrando aos nossos olhos mara-vilhados. Não estaríamos melhorando num ano e piorando no outro. Estaríamos apresentando a média de um processo de crescimento espiritual que só a mística do amor pode explicar.
Acreditar no amor, é o sinal que une todas as pessoas, agrupa as personalidades, sintoniza as mentes, engrandece os corações e, quando fazemos votos de boas obras no ano que se inicia, faz com que valorizemos as palavras que Jesus nos ensinou no Sermão da Montanha, quando disse que seriam BEM-AVENTURADOS OS QUE SÃO MISERI-CORDIOSOS e valorizou, extraordinariamente, a importân-cia do perdão.

As lições do Cristianismo, se forem catalogadas no tempo, foram dadas há cerca de dois mil anos, mas quando se prestam à meditação, perdem essa característica humana de tempo e se mostram imortais, porque têm o mesmo impacto de como se tivessem sido dadas cinco minutos atrás.

Essa é a matéria de trabalho que nós, espíritas, temos pela frente: desafios, objetivos e trabalho na seara do bem, olhando para o futuro porque é para lá que a imortalidade nos aponta.

O Espiritismo nos ensina que fora da caridade não há salva-ção e essa lógica nos faz bem. Os meios acadêmicos estão mostrando, através de estudos, que a pratica do bem é salutar e prazerosa para o ser humano. É a ciência a perce-ber, nos mecanismos biológicos do cérebro, reações que só poderá explicar plenamente, quando reconhecer a presença divina através da manifestação da vontade espiritual.

O calendário humano aponta para mais um ano; está em nós vivê-lo com amor em nossos corações.


voltar ao topo


MOMENTO DE POESIA

ENTREVISTA


Não precisas buscá-lo no Azul pleno,
Onde a vida imortal esplende e assume
A estranha forma do Celeste Lume
De que o homem percebe vago aceno.

Desce ajudando ao chavascal terreno
Que tragédias e lágrima resume...
E espalha a caridade qual perfume
Que se evola do lodo ao céu sereno.

Ante o vale da sombra imensa e fria,
Abençoa, restaura, eleva e guia,
Lenindo as aflições de toda a hora...

E perante o suor da angústia em chaga,
Encontrarás o Cristo que te afaga,
Em cada coração que luta e chora!...

Auta de Souza

Fonte: XAVIER, Francisco C. e VIEIRA, Waldo. Antologia dos Imortais.. FEB. p, 268


voltar ao topo


LIVRO DO MÊS

SOU EU: a Paixão de Cristo na visão dos Espíritos

CHRISPINO, Álvaro (organizador). SOU EU: a Paixão de Cristo na visão dos Espíritos. Salvador, BA: LEAL, 2007. Trabalho de pesquisa com base nos livros ditados por Amélia Rodrigues.

Amigo leitor: Para este ano que se inicia, sugerimos a continuidade dos estudos dos capítulos da obra, pois ela apresenta admirável riqueza de detalhes e valiosa fonte de in-formações sobre a vida de Jesus. É obra merecedora de atenta leitura e proveitosa meditação no decorrer de 2008.

Leia – Medite - Divulgue



    

Instruções Psicofônicas


voltar ao topo


VULTO DO ESPIRITISMO

Blaise Pascal



síntese biográfica

Nascido aos 19 de junho de 1623, em Clermont Ferrand (Auvergne), cedo demonstrou a sua genia-lidade. Certo dia, o pai o encontrou a riscar, com um pedaço de giz, "rodas e barras" no soalho do seu quarto. Rodas e barras eram na verdade os círculos e as linhas retas da Geometria, traduzidos na lin-guagem infantil. Logo mais provaria que a soma dos ângulos de um triângulo perfaz dois retos resolven-do, num passatempo, o 32º teorema de Euclides, cujo nome ignorava.


Na adolescência, aos 16 anos, escreveu um Tratado sobre as secções dos cones "Traité des sections coniques", um problema de alta Geometria, que assombrou o mundo profissional da época. Dois anos mais tarde, construiu o jovem matemático uma máquina de contar, com o principal objetivo de aliviar seu pai dos complicados cálculos que necessitava fazer na sua lida com as finanças do Município. Numa época em que não estavam aperfeiçoadas as tábuas logarítmicas, este enge-nho prestou grandes serviços aos que se ocupavam com a aritmética e mereceu numerosas reprodu-ções. Mais tarde, entre seus 23 e 25 anos, interes-sou-se pelos estudos da Física, escrevendo sobre o "espaço vazio": "Nouvelles experiences touchant le vide".

Em outubro de 1654, sofreu um acidente, tendo produzido um violento abalo, fazendo-o se dedicar às questões religiosas. Em 1657, suas "Cartas", dezoito ao todo, foram relacionadas no Index, da Igreja. São consideradas um dos maiores monu-mentos da literatura francesa e o atestado de uma grande sinceridade cristã. Escrevendo: "Roma condenou as minhas Cartas; mas o que nelas con-denei está condenado no céu - apelo para o teu tribunal, Senhor Jesus!"

Amar era para ele a melhor forma de crer, a "razão do coração que a razão ignora". Deus é, antes de tudo o Sumo Bem, o alvo do amor, e ele afirmava não poder crer senão num Deus que pudesse amar sinceramente. Tal espiritualidade transcende das suas mensagens, inseridas pelo Codificador em O Evangelho Segundo o Espiritismo: a primeira, data-da de 1860, recebida em Genebra, que alude à verdadeira propriedade e a segunda, do ano 1862, Não menos oportunas as observações em sua mensagem "Sobre os médiuns" (O Livro dos Mé-diuns, cap. XXXI, item XIII) de excelente atualidade para os dias que estamos vivendo.

Sua morte se deu a 19 de agosto de 1662, aos 39 anos, em Paris, sendo que os dois últimos anos de sua vida foram de intenso sofrimento.

Fonte: Editora Petit


voltar ao topo


LEMBRETE FRATERNO

Reflexões sobre os Chamados Divinos


“Então, disse a seus servos: O festim das bodas está inteiramente preparado; mas os que para ele foram chamados não eram dignos dele.” Mateus 24-8

Na história da bravura humana, encontramos memoráveis exemplos de almas que aceitaram o “chamado” de Deus e se entregaram a atos de puro heroísmo, desprendimento, solidariedade, generosidade e, principalmente, de amor ao próximo.

No Capítulo 18 de “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, vamos encontrar a análise kardequiana sobre a parábola do festim de bodas (Mateus, 12: 1 -14), sobre a porta estreita (Mateus, 7 : 13 - 14), além do merecimento para a entrada no reino dos céus (Mateus, 7: 21 - 27).

É impressionante, a nitidez com que Jesus nos alerta sobre como evitar tudo aquilo que, como comunidade cristã, estamos erradamente fazendo ao longo desses dois mil anos.

As oportunidades de trabalho pelo próximo estão presentes em nosso quotidiano. Somos convidados para o festim, estamos nele, mas não sabemos dele participar porque, como o homem da parábola, não estamos “vestindo a túnica nupcial”, ou seja, não estamos assumindo os requisitos para participarmos de uma cerimônia, conforme o exigido.

É de pouca valia dizermos que temos uma crença religiosa, se dela não tirarmos as lições de vida que nos fortaleçam diante do Pai, que nos credenciem diante da vida.

Sentarmos nos bancos para ouvirmos as lições do Evange-lho e não “vestirmos a túnica”, é uma atitude estéril, sem frutos, por isso é que Jesus, figurativamente, contou que o Rei mandou lançar às trevas exteriores aquele que não estava preparado para sentar-se à mesa do festim.

Estamos em um planeta de expiações e provas, temos consciência disso, mesmo que intuitivamente, daí o medo da morte, do desconhecido, a repulsa pela possibilidade de sermos atirados “às trevas exteriores”... Daí também, a procura pela salvação e muitas vezes, querermos sentar entre os escolhidos, quando sequer fomos convidados.

Não ser convidado, não quer dizer que o Pai está rejeitando, quer apenas dizer que, pela Lei de Causa e Efeito, o convite é automático quando a qualificação aparece, é como se aspirássemos por um emprego além de nossa competência.
A misericórdia de Deus não nos abandona nunca, nem mesmo quando, na pequenez de nossa percepção, acha-mos que fomos esquecidos.

A vida, na concepção didática da parábola do festim, é uma permanente oportunidade de união, como se fosse um matrimônio, das qualificações que conseguirmos com o nosso esforço e o convite permanente para o trabalho na Casa do Pai, é uma questão de sintonia. Se viermos a merecê-lo, de imediato, a “túnica nupcial” nos vestirá o espírito e seremos iguais entre os iguais.

Vestir essa túnica, nos imuniza das “trevas exteriores”, nos isenta do medo do desconhecido, faz com que entendamos que a vida é eterna e as oportunidades se renovam, preci-samos apenas aproveitá-las.

Perder-se, jamais foi uma questão definitiva, salvar-se sempre foi uma questão de escolha e, entre os dois, a presença soberana do livre-arbítrio, levando pelos caminhos do infinito.

Assaruhy Franco de Moraes

voltar ao topo


NO MUNDO DO ESPERANTO

“La paco de Jesuo estu en la koroj de
niaj karaj gefratoj."


LIÇÃO DE FRATERNIDADE

Bem disse um estimável espírito
que orienta os crentes do Brasil:
“O esperanto é uma digna lição de fraternidade
que salvará a humanidade”.

Sem fraternidade a humanidade
certamente pereceria, porque o ódio nada constrói, só destrói;
sem fraternidade os povos só forjariam
ódio e ruínas, como ensina a História.

Nas esferas espirituais mais elevadas
todos falam, com efeito, uma única língua,
porque os pensamentos se transmitem, quando
o querem os Espíritos, de uma mente às outras.

Mas, em esferas menos elevadas,
os espíritos usam as línguas que usavam na Terra,
na paz ou na guerra:
ali, portanto, seria útil o esperanto.

A Emmanuel agradeço muito sinceramente
pelo grande auxílio, pelo interesse
e pela colaboração, bastante útil de fato,
em prol do progresso e da fraternidade dos povos.

L. L. Zamenhof

(Poema recebido pelo médium Francisco Valdomiro Lo-renz,. Obra: Voĉoj de Poetoj el la Spirita Mondo – Vozes de Poetas do Mundo Espiritual, Edição FEB, 1987 – tradução de Affonso Soares)


voltar ao topo


MENSAGENS QUE MERECEM MEDITAÇÃO

CONVITE AO ESTUDO

“E vós, também, pondo nisso mesmo toda a dili-gência, acrescentai à vossa fé a virtude e à virtu-de a ciência...”
(II Pedro, 1:5)

“(...) A palavra do apóstolo Pedro é de notável opor-tunidade em todos os tempos.

Procuremos alicerçar a fé na bondade, para que a nossa fé não se converta em fanatismo, mas isso ainda não basta.

É forçoso coroar a fé e a bondade com a luz do co-nhecimento edificante.

Todos necessitamos esperar no Infinito Amor, toda-via, será justo aprender como; todos devemos ser bons, contudo, é indispensável saber para quê.

Eis a razão pela qual se nos impõe o estudo em todos os lances da vida, porquanto, confiar reali-zando o melhor e auxiliar na extensão do eterno bem, realmente demanda discernir.”

Emmanuel
(XAVIER, Francisco C. Palavras de Vida Eterna. FEB. cap.123)

Os GRUPOS DE ESTUDO do CEBM iniciarão as suas atividades em março de 2008.
Prepare-se para a inscrição em fevereiro.

Aguardamos você para mais uma oportunidade de conhecer e aprofundar os estudos da Doutrina Espírita.


voltar ao topo


MOVIMENTO ESPÍRITA

MAIS UM ANO DE COMEMORAÇÕES

Assim como 2007, o ano de 2008 será também espe-cial para os espíritas de todos os países.

Marcará os 150 anos de dois importantes aconteci-mentos relacionados com a vida de Allan Kardec:
• o lançamento, em 1º de janeiro de 1858, da Revista Espírita e
• a fundação, em 1º de abril do mesmo ano, da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, a pri-meira Casa Espírita do mundo.

Por conta de tudo isso é que o Conselho Federativo Nacional (CFN), da Federação Espírita Brasileira (FEB), aprovou em sua mais recente reunião, ocorrida em novembro, a recomendação às Entidades Federa-tivas Estaduais para que promovam ao longo de 2008 comemorações alusivas a esses dois relevantes fatos. Durante a reunião, a FEB anunciou que já está dando andamento à edição comemorativa da coleção Revis-ta Espírita(1858-1869) e que planeja a publicação, nos meses de janeiro a abril de 2008, de suplementos especiais na centenária revista Reformador, por ela editada.

Informações adicionais, com a FEB:
SGAN 603 – Conjunto F – Avenida L2 Norte
– CEP 70830-030 Brasília, DF – telefones
(61) 3224-5575 e 2101-6175
página eletrônica www.febnet.org.br.

Fonte: Boletim SEI - de 8/12/2007 – nº 2071

======================================

RÁDIO RIO DE JANEIRO - 1400 AM

Visite a página eletrônica: www.radioriodejaneiro.am.br

A Rádio Rio de Janeiro, a emissora da Fraternidade, prepara-se para levar a mensagem espírita aos dife-rentes pontos de nosso planeta.
No entanto, para isto, precisa de parcerias e a princi-pal é você.
Coopere. Divulgue.

Estrada do Dendê, 659 (Tauá) - Ilha do Governador
Rio de Janeiro - RJ / CEP.: 21.920-000
Telefone: (21)3386-1400 e (21)3396-5252

“É propósito da Rádio RJ divulgar os postulados cris-tãos - espíritas e propugnar pela educação, cultura e formação moral e ética do ser humano, através dos meios de comunicação disponíveis."


voltar ao topo


Palavras de ALLAN KARDEC


ALLAN KARDEC explica: Esquecimento do Passado



“(...) Para nos melhorarmos, outorgou-nos Deus, precisamente, o de que necessitamos e nos basta; a voz da consciência e as tendências instintivas. Priva-nos do que nos seria prejudicial.  Ao nascer, traz o homem consigo o que adquiriu, nasce qual se fez; em cada existência tem um novo ponto de partida. Pouco lhe importa saber o que foi antes; se se vê punido, é que praticou o mal. Suas atuais tendências más indicam o que lhe resta a corrigir em si próprio e é nisso que deve concentrar-se toda sua atenção. As boas resoluções que tomou são a voz da consciência, advertindo-o do que é bem e do que é mal e dando-lhe forças para resistir às tentações. Aliás, o esquecimento ocorre apenas durante a vida corpórea. Volvendo à vida espiritual, readquire o Espírito a lembrança do passado (...).

LER  KARDEC | ESTUDAR  KARDEC | ENTENDER  KARDEC
PARA VIVER JESUS


Recomenda-se a leitura de O Evangelho segundo o Espiritismo. Cap.V: 11

voltar ao topo


NOTÍCIAS DO CEBM

CONSELHO DIRETOR

Fundado em 12 de setembro de 1912 Diretores


Área Administrativa: Lydia Alba da Silva

Área Financeira: Ennio de Oliveira Tavares

Área de Assuntos Doutrinários: Lydia Alba da Silva

Área de Divulgação: Luís Henrique Fernandes de Souza

Área de Educação Espírita da Infância, Juventude e Família: Lucia Maria Alba da Silva

Área de Assistência e Promoção Social Espírita: Marcia Antonio Frota Correia

  • Fitas de áudio e vídeo para empréstimo
  • Procure um dos nossos plantonistas.

Espíritas: amai-vos e instrui-vos.”
(Espírito de Verdade)


•Leite, feijão e outros alimentos não perecí-veis (maio e junho)
•Cobertor, flanela (maio e junho)
•Roupa de cama (maio e junho)
        • NOVOS ASSOCIADOS
Para concretizarmos os novos projetos, precisamos aumentar o quadro de associa-dos cooperadores, corações generosos que se unam a nós, participando das despesas de manutenção e conservação dos prédios.
“AJUDAR É HONRA QUE NOS COMPETE.”
Contamos com você.

• PROJETO DE ADEQUAÇÃO DO AUDITÓRIO - TROCA DAS CADEIRAS
Contamos com a sua colaboração para o prosseguimento do projeto.
Informações na Secretaria.

REUNIÕES PÚBLICAS DE ESTUDOS DOUTRINÁRIOS, seguidas de passes e água magnetizada.

PROGRAMAÇÃO

 

TERÇAS - FEIRAS
15:00 (Excepcionalmente dia 25 as 10h)

DIAS

ASSUNTOS

EXPOSITORES

DIRIGENTES

08

O LIVRO DOS ESPÍRITOS

Introdução XIV a XVII

Inês Gripp

Lydia

15

O homem de bem. O dever

EV – cap.17: 3,7 e 9

Maria Ramos Williams

Inês

22

Deus e o Infinito. Atributos da Divindade

LE – questões 1 a 16

Regina Lucia Barbosa Rodrigues

Inês

29

Os bons espíritas

EV – cap. 17:4

Cybele Silva Gomes
Inês


QUINTAS - FEIRAS
19:00

DIAS

ASSUNTOS

EXPOSITORES

DIRIGENTES

03

Os trabalhadores da última hora

EV – cap. 20: 1 a 5

Inês Gripp

Lydia

10

Justiça e direitos naturais. Direitos de propriedade

LE – questões 873 a 885

Zita Flora de Almeida

Elizabeth

17

Falsos Cristos e falsos profetas

EV – cap. 21: 1 a 5; 10 e 11

Telma Brilhante de Albuquerque

Marcia

24

Caridade e amor do próximo

LE – questões 886 a 892

Lila Bomhoff Silveira

Luciana

31

Não creiais em todos os Espíritos.

EV – cap. 21: 6 a9

Maria Ramos Williams

Lydia


DOMINGOS
10:00

A Paixão de Cristo na Visão Espírita
OBRA: SOU EU. Álvaro Chrispino (organizador). Baseado nas obras do Espírito Amélia Rodrigues. LEAL

DIAS

ASSUNTOS

EXPOSITORES

DIRIGENTES

06

Oração Intercessória

Cap.06

Assaruhy Franco de Moraes

Marcia

13

Suicídio de Judas

Cap. 08

Manoel messias Macedo

Lydia

20

Jesus no Getsêmani

Cap. 07

Sonia Arenaro

Lucia Maria
27

Amanhecer da Ressurreição

Cap. 11 (conclusão)

Carlos Alberto Mendonça Elizabeth


--------------------------------------------

Visite a LIVRARIA e a BIBLIOTECA do Centro. Fitas de áudio e vídeo para empréstimo. Procure um dos nossos plantonistas. “Espíritas: amai-vos e instrui-vos.” (Espírito de Verdade)

• Visite o nosso site: www.bezerramenezes.org.br. Assim, poderá ter o Centro em seu lar durante 24 horas. Apresente sugestões para que possamos melhor direcioná-lo a você. Cadastre-se para receber O BOLETIM on-line.

• O DEPARTAMENTO DE DIVULGAÇÃO dispõe, para empréstimo, de fitas de áudio e vídeo, com temas doutrinários. Possui uma biblioteca com mais de 1100 títulos à sua disposição. Procure um dos nossos plantonistas.
“Com o bom livro, caminhamos na direção do futuro e recebemos da Divina Imortalidade
a nossa gloriosa destinação de filhos da Luz.” (Emmanuel)

• As reuniões de Educação Espírita da Infância, Juventude e Família já se iniciaram, aos sábados, de 14:30 às 17:00. As inscrições estão abertas.

• Os GRUPOS DE ESTUDO, em 2007, estão em funcionamento. Prepare-se para freqüentá-los. Ainda há vagas!!! Inscreva-se.

• Consulte a programação dos estudos doutrinários. Sua presença às reuniões é aguardada com alegria.

• Prezado irmão associado: Coopere com nossa Casa mantendo em dia suas mensalidades. Delas dependem nossas tarefas assistenciais e de manutenção dos prédios.

PARTICIPE E DIVULGUE! CAMPANHAS:
   ° NOVOS ASSOCIADOS - Para concretizarmos os novos projetos, precisamos aumentar o quadro de associados cooperadores, corações generosos que se unam a nós, participando das despesas de manutenção e conser-vação dos prédios. “Ajudar é honra que nos compete.” Contamos com você.
   °Leite, feijão e outros alimentos não perecíveis.
   °Peças para enxoval dos bebês.
  ° Projeto de Adequação do Auditório - Campanha para Troca do Piso Juntos, atingimos a meta! Contamos com a sua colaboração para o prosseguimento do projeto. Informações na Secretaria.

• Visite a Área de Assistência e Promoção Social Espírita - AAPSE -  para conhecer as atividades que realiza. Informações :  às 3ª feiras - 16:00  e  5ª feira - 18:30.

voltar ao topo


 
ATIVIDADES DO CENTRO

18:50/20:15 – Reunião de Estudo e Educação da Mediunidade ( privativa)
18:30/20:00 – Reunião de Atendimento Espiritual (privativa)

...............................................................................................

13:45/15:00 – Reunião de Atendimento Espiritual (privativa)
14:30/15:00 – Diálogo Fraterno
15:00/16:30 – Reunião de Estudos Doutrinários (pública)
16:30/17:00 – Diálogo Fraterno
16:30/18:00 – Grupo de Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE)

...............................................................................................

08:00/08:30 – Encontro de Oração
08:30/09:00 – Diálogo Fraterno
19:00/20:30 – Grupos de Estudo

  • Introdução à Doutrina Espírita
  • Básico da Mediunidade
  • Estudos do Evangelho

...............................................................................................

QUINTAS-FEIRAS

16:30/18:00 – Curso de Esperanto
17:30/18:15 – Evangelho no Lar
18:30/19:00 – Diálogo Fraterno
18:45/20:00 – Reunião de Atendimento Direto (privativa)
19:00/20:30 – Reunião de Estudos Doutrinários (pública)

...............................................................................................

08:00/08:30 – Encontro de Oração
08:30/09:00 – Diálogo Fraterno
18:45/20:00 – Reunião de Atendimento à Distância (privativa)

.................................................................................................

08:00/12:00 – Atividades do SAPSE (4º sábado)
15:00/17:00– Educação Espírita da Infância e da Juventude
15:00/17:00 – Educação Espírita da Família
15:00/17:00 – Grupo de Estudos Espíritas
17:30/19:30 – Grupo de Estudos Espíritas

.................................................................................................

10:00/11:30 – Reunião de Estudos Doutrinários (pú-blica)
13:45/16:30 – Caravana - Visita ao Instituto Miguel Pedro (mensal - no 3º domingo)
13:00/18:00 – Caravana - Visita ao Centro Espírita Filhos de Deus ( mensal - no 4º domingo)

Os GRUPOS DE ESTUDO em 2007 estão em andamento.
Prepare-se para freqüentá-los.
Ainda há vagas!!! Inscreva-se.

Visite a Área de Assistência e Promoção
Social Espírita para conhecer as
atividades.
Informações: às 3ª feiras - 16:00 e
5ª feiras - 18:30

voltar ao topo




Centro Espírita Bezerra de Menezes © 1912 - 2007. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Rafael Santos