Centro Espírita Bezerra de Menezes

Atendimento Fraterno

Departamento de Assuntos Doutrinários- DAD

Atendimento Fraterno Integrado

O que é?

O Atendimento Fraterno Integrado é um trabalho estruturado para receber as pessoas que buscam o Centro Espírita necessitadas de ajuda para a solução ou alívio dos problemas de toda ordem.

Tipos de Público

A Casa Espírita é freqüentemente procurada por:

a

pessoas desejosas de obterem esclarecimentos básicos, ajuda, amparo, orientação para a solução dos problemas com que se debatem, quer de ordem emocional, quer espiritual. Muitas delas buscam o Centro Espírita após esgotados os outros recursos e, por isso, precisam encontrar alguém que as ouçam em suas aflições;

b

companheiros com problemas de ordem material e financeira;

c

irmãos com o propósito de conhecerem os trabalhos da Casa, de aproximarem-se do movimento espírita ou de estudarem a Doutrina Espírita;

Equipe de Atendimento

Para esse tipo de atendimento – ATENDIMENTO FRATERNO INTEGRADO – é aconselhável constituir-se equipe de trabalhadores habilitados para a tarefa, recebendo treinamento prévio. O número de componentes poderá variar em função das pessoas que buscarem o Centro Espírita.

Treinamento Prévio

O treinamento prévio da equipe visa a:

a

familiarização com as atividades a serem desempenhadas;

b

uniformidade de atendimento;

c

conhecimento das normas do Centro Espírita;

d desenvolvimento do trabalho de acordo com a orientação da Doutrina Espírita e as normas do Centro Espírita;
e aprimoramento e conhecimento do mecanismo do passe;
f conscientização da importância do trabalho a ser realizado.

Equipe de Atendimento

Para esse tipo de atendimento – ATENDIMENTO FRATERNO INTEGRADO – é aconselhável constituir-se equipe de trabalhadores habilitados para a tarefa, recebendo treinamento prévio. O número de componentes poderá variar em função das pessoas que buscarem o Centro Espírita.

Tipos de Atendimento

Para os casos de ordem emocional ou espiritual

O Atendimento Fraterno consiste em:

a

receber fraternalmente a pessoa que busca o Centro Espírita e proporcionar-lhe oportunidade de expor livremente, em caráter privativo, suas dificuldades;

b

dar-lhe, após isso, as orientações e transmitir-lhe os estímulos de que esteja precisando, podendo até, conforme o caso, oferecer-lhe ligeiras noções doutrinárias para a compreensão de seus problemas;

c

encaminhá-la às atividades do Centro Espírita mais adequadas às suas necessidades.

 Este atendimento deve ser realizado antes das reuniões públicas de estudo doutrinário.

Convém destacar que o Atendimento Fraterno não deve ser obrigatório a todas as pessoas que pretendam ouvir a exposição doutrinária e receber o passe. Esse atendimento só será dado às pessoas que assim o desejarem.

Recomendações:

a

com relação ao trabalhador do Centro Espírita, na tarefa do atendimento:

  • deve ele estar plenamente consciente e preparado para a tarefa;
  • deve ser portador de razoável conhecimento doutrinário e de conduta moral segura;
  • não esquecer, jamais, que o aspecto principal de sua tarefa é o de ouvir e orientar, carinhosamente, as pessoas que procuram o Centro Espírita em busca de lenitivos para suas dores e necessidades;
  • a simplicidade deve ser uma de suas características, visto que favorecerá o fácil entrosamento com o atendido;
  • é seu dever cristão não julgar, tampouco comentar sobre as pessoas que lhe buscam a palavra amiga, principalmente em função do papel que desempenha;
  • deve ser pontual, estando presente ao local do trabalho minutos antes, a fim de obter, através do preparo da prece e da meditação, o necessário apoio do Plano Espiritual.
b

com relação ao local do diálogo:

  • Sugere-se que o diálogo se estabeleça em local distante das demais pessoas, para preservar a privacidade nas aflições e problemas do atendido, assim como evitar constrangimentos que possam bloquear a conversação;
  • Esse diálogo pode ser efetivado em recanto próprio do salão de trabalhos, antes do início das reuniões, dispensando instalações especiais.
c

com relação ao diálogo propriamente dito:

  • Ao orientador cabe, primeiramente, ouvir o atendido, buscando conduzir o diálogo para aspectos que julgar importantes;
  • Deve fundamentar suas respostas na Doutrina Espírita, quando buscar esclarecer sobre dificuldades da vida, razões e justificativas de graves problemas etc., assim como no Evangelho, quando desejar oferecer consolo, apoio e orientação, em bases fraternas e cristãs;
  • Deve o orientador frisar que, apesar de sua melhora depender de vários fatores, o mais importante deles é o esforço próprio;
  • Sugerir a freqüência às Reuniões Públicas de Estudo Doutrinário e do serviço de passes, nas quais o atendido poderá receber esclarecimentos maiores, além da própria assistência espiritual, e orientá-lo quanto ao programa disciplinar existente no ambiente de trabalho de que irá participar;
  • Incentivar o CULTO DO EVANGELHO NO LAR.

Para os casos de ordem material

O Atendimento Fraterno através do diálogo consiste em:

a

Receber fraternalmente a pessoa que busca o Centro Espírita e proporcionar-lhe oportunidade de expor livremente, em caráter privativo, suas dificuldades;

b

dar-lhe, após isso, as orientações e transmitir-lhe os estímulos de que esteja precisando, podendo, até, conforme o caso, oferecer-lhe ligeiras noções doutrinárias, para a compreensão de seus problemas;

c

atendê-la, se possível, em suas necessidades imediatas, minimizando suas angústias, tais como: gêneros alimentícios, agasalhos etc;

d

encaminhá-la ao Departamento Social da Casa, indicando-lhe o dia e horário para o atendimento que se fizer necessário.

Para os casos de aproximação para conhecimento dos trabalhos da casa, do movimento espírita ou de reuniões de estudo

a

De igual forma, o acolhimento fraterno, após ouvir-se o interlocutor, será o abraço acolhedor da Casa ao recém-vindo, dando-se-lhe a atenção que faz jus.

b

Ainda aqui a equipe de atendimento deve ter em mente:

  • a familiarização com todas as atividades do Centro Espírita;
  • conscientização da importância do trabalho de boas vindas;
  • conhecimento da Doutrina Espírita para eventuais colocações doutrinárias.
c

Após, o interessado deve ser encaminhado às reuniões ou ao atendimento desejado, com a indicação de seus dias, horários e pessoas responsáveis.

Envie suas sugestões.
Estudemos juntos um assunto tão importante.
Aguardamos você.
dod@bezerramenezes.org.br